Notícias

Fique por dentro!
Início » Zema tira o disfarce, ataca constituição e defende ditadura militar

Zema tira o disfarce, ataca constituição e defende ditadura militar

Zema tirou o disfarce. Em entrevista para a Folha, o governador de Minas, além de defender que a Constituição dá “excesso de direitos”, defendeu a ditadura militar instaurada a partir de 1964.

Para Zema, o grande problema do país é a Lei Maior: “Aqui no Brasil, a legislação, a própria Constituição, conspira contra a classe política. Ela transformou o Brasil num país um tanto quanto ingovernável, com tantas exigências, com tantas exceções, que fica difícil você ser um bom gestor”.

Em outro trecho, Zema diz que a ditadura “na pauta econômica foi bem, na pauta de direitos humanos deixou muito a desejar”. Ou seja, ele reduz barbaridades que aconteciam nos porões da ditadura, como torturas e assassinatos, a um reles “deixou a desejar”.

O governador mineiro, ao elogiar a pauta econômica dos militares, mostra cegueira com duas heranças brutais deixadas por eles na nossa economia: a hiperinflação e o mega endividamento externo.

Se esse é o tal “novo” na política…

Leia mais: https://bit.ly/36SApAL

Cadastre-se e receba o conteúdo especial que preparamos pra você!

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *