Notícias

Fique por dentro!
Início » Violência policial em reintegração de posse em Mário Campos será tema de audiência pública, na próxima quinta (11), na ALMG

Violência policial em reintegração de posse em Mário Campos será tema de audiência pública, na próxima quinta (11), na ALMG

05/05/2017

Aprovado na manhã da última quarta-feira (3), o requerimento do deputado Rogério Correia, para que seja realizada audiência pública, na Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), para debater os atos de violência praticados pela PMMG contra ocupantes da comunidade Manoel Aleixo, no município de Mario Campos, durante reintegração de posse sem autorização judicial, no último dia 1º de maio.

O requerimento ainda convoca para a reunião o Tenente Coronel Hércules de Paulo Freitas, comandante do 48º Batalhão da PM, e o Tenente Veloso, também do 48º Batalhão, para que prestem esclarecimentos acerca de suas condutas durante a ação. Uma garota de 14 anos foi atingida no rosto por um tiro de bala de borracha à queima roupa. A audiência pública será na próxima quinta-feira (11), às 14h, na ALMG.

“Eram entre 50 e 80 pessoas da ocupação e uma menina recebeu um tiro de bala de borracha na boca, pelo que me contaram de um policial que estava a cerca de 2 metros de distância. Não tem justificativa nenhuma, tantos policiais treinados precisarem de balas de borracha e bombas em uma desocupação de 50 pessoas”, disse Rogério Correia.

O vídeo, que contém imagens fortes, pode ser assistido abaixo:

#NinjaAoVivo Sem mandado a PMMG realiza agora ação de despejo da ocupação Manoel Aleixo em Mário Campos-MG, organizada pelo MLB. Mais um ataque a luta por moradia.

Publicado por Mídia Ninja em Segunda, 1 de maio de 2017

Foram convidados para a audiência: Paulo Vaz Alkimin, ouvidor de Polícia de MG; Willian Santos, presidente da comissão de Direitos Humanos da OAB/MG; Thales Viote, advogado da ocupação e integrante da Comissão de Direitos Humanos da OAB/MG; Leonardo Péricles, coordenador da Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB); além de representantes do Ministério Público de Minas Gerais, da Defensoria Pública e das Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.

 

 

 

Cadastre-se e receba o conteúdo especial que preparamos pra você!

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *