Notícias

Fique por dentro!
Início » Vice de BH protesta: ‘prefeito ameaça demitir meu gabinete’

Vice de BH protesta: ‘prefeito ameaça demitir meu gabinete’

Fábio Fabrini (fabio.fabrini@bsb.oglobo.com.br)

BRASÍLIA – Aliado na campanha de 2008, mas agora adversário na costura de uma nova aliança entre PT e PSDB para a Prefeitura de Belo Horizonte, o vice-prefeito da capital mineira, Roberto Carvalho (PT), queixou-se nesta quinta-feira que o prefeito Marcio Lacerda (PSB) ameaçou demitir quase todo o seu gabinete. De 32 funcionários, sendo 24 de confiança e oito efetivos, apenas sete ficariam à sua disposição. Segundo o petista, o recado foi dado durante a manhã pelo secretário de Governo, Josué Valadão, que atribuiu a decisão à “tensão eleitoral”.

– Disse a ele que é um desrespeito, uma deslealdade e uma traição. Se o Marcio está na cadeira, foi porque o PT o apoiou – protestou Carvalho, que é presidente do PT municipal e virou pedra no caminho de Lacerda na tentativa de reeditar uma composição com o PT e o PSDB.

O vice e seu grupo só admitem marchar com o PSB em 2012 se os tucanos ficarem de fora. E pressionam o prefeito com a possibilidade de uma candidatura própria petista, caso ele não aceite as condições.

De acordo com Carvalho, seu gabinete está hoje empenhado em assuntos sociais e da região metropolitana. Um eventual esvaziamento prejudicaria esse trabalho. Pela proposta supostamente levada pelo secretário, sobrariam com o vice duas secretárias, um motorista, um segurança e três assessores.

– Tensão eleitoral você resolve com diálogo, e não com espada no pescoço – comentou Carvalho, acrescentando que o gabinete emprega metade do pessoal da época do ex-prefeito Fernando Pimentel (PT), que apoiou Lacerda na campanha de 2008, ao lado do ex-governador Aécio Neves (PSDB).

Segundo ele, o secretário prometeu levar o assunto ao prefeito e voltar com uma proposta definitiva. Esse não é o primeiro capítulo da guerra interna entre Carvalho e Lacerda. Há alguns meses, o petista denunciou que o prefeito tentou desalojá-lo do prédio da prefeitura, enviando-o com o seu pessoal para outro espaço.

– Só desistiu porque o caso foi parar na imprensa – alega.

O GLOBO procurou a assessoria de Lacerda, que ainda não se pronunciou.

Fonte: O Globo

Cadastre-se e receba o conteúdo especial que preparamos pra você!

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *