Notícias

Fique por dentro!
Início » Picaretagem premiada

Picaretagem premiada

O excelente Juca Kfouri acerta em cheio na comparação. Ele lembra um roubo descarado no futebol, aquele do “juiz” José Roberto Wright no confronto entre o Atlético e o Flamengo, na Libertadores de 1981. E pergunta ao leitor: E se logo depois Wright fosse convidado para ser dirigente do Flamengo?

Sergio Moro foi convidado por Bolsonaro para ser ministro da Justiça. Respondeu que vai pensar sobre o assunto. Vai se encontrar com o líder extremista brasileiro nesta quinta e deverá aceitar.

Sergio Moro, todos sabem, é o “juiz” que condenou Lula e o impediu de ser candidato à presidência. Não apresentou sequer uma prova na sentença (se alguém achar uma, que apresente). É também o “juiz” que liberou na véspera da eleição uma delação sem provas e criticada até pelo Ministério Público, com o franco objetivo de atingir o PT.

PT e Lula, todos também sabem, foram os principais adversários de Bolsonaro na disputa eleitoral. Lula, presidente mais popular da história brasileira, liderava com folgas todas as pesquisas. Foi condenado sem provas e, depois, impedido de candidatar-se.

Moro foi o “juiz” por trás de tudo isso. E agora é premiado pelo adversário de Lula com o cargo de ministro. Precisa desenhar?

Rogério Correia,
deputado federal eleito
Mandato Sempre na Luta

Cadastre-se e receba o conteúdo especial que preparamos pra você!

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *