Notícias

Fique por dentro!
Início » Lula condenado parte 2: continua o desafio de achar alguma prova na sentença

Lula condenado parte 2: continua o desafio de achar alguma prova na sentença

A juíza da Lava Jato, substituta do ministro Sergio Moro, fez o esperado e julgou politicamente: Lula, o presidente mais popular da história brasileira (deixou o cargo em 2010 com 87% de aprovação), foi condenado a pena de 12 anos e 11 meses, desta feita no caso do sítio de Atibaia.

A Lava Jato já mostrou que tem lado político, e a decisão de seu principal integrante em integrar o governo Bolsonaro é apenas uma demonstração disso.

A nova sentença contra Lula segue a mesma lógica da anterior, a do tríplex do Guarujá: não há provas. A juíza diz que Lula “contribuiu diretamente para a manutenção do esquema criminoso na Petrobras”. Cita a proximidade do petista com Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, umas empreiteiras acusadas de pagar reformas no sítio de Atibaia com dinheiro de propina.

Provas? Zero. Se alguém achar alguma, que apresente. Na sentença não há.

Lula é preso político. Está preso porque ganharia as eleições no ano passado. E continua preso porque, solto, implodiria o regime extremista de Moro e Bolsonaro, tamanhas as bobagens diárias que este governo comete.

Rogério Correia, deputado federal
Mandato Sempre na Luta
#LulaLivre

Cadastre-se e receba o conteúdo especial que preparamos pra você!

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *