Notícias

Fique por dentro!
Início » Justiça ainda que tardia

Justiça ainda que tardia

A decisão de ontem do ministro Ricardo Lewandowski, do STF, que concede à defesa de Lula as mensagens trocadas por Moro e Dallagnol, é essencial para provar que Lula foi alvo de um tribunal de exceção e, portanto de uma prisão arbitrária e política.
Lewandowski atendeu a um pedido da defesa do ex-presidente e determinou que a 10ª Vara Federal Criminal do Distrito Federal libere ao petista, com o apoio de peritos da Polícia Federal, dentro do prazo de até 10 dias, o compartilhamento das mensagens da Operação Spoofing — a popular Vaza-Jato.
É fundamental que os crimes comprovados de Moro e Dallagnol recebam a devida punição. Na Câmara há uma solicitação apresentada pelo deputado federal Rogério Correia, pedindo a CPI da Lava Jato. A iniciativa visa apurar as ações da força-tarefa de Curitiba e suas ligações com o ex-juiz. Requer ainda abertura de inquérito para investigar o comportamento de Moro e supostos crimes de condescendência criminosa, prevaricação, obstrução à investigações e advocacia administrativa, cometidos por ele no Ministério da Justiça.
Cadastre-se e receba o conteúdo especial que preparamos pra você!

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *