Notícias

Fique por dentro!
Início » Governo quer precarizar mais o trabalho e agora fala em salário por hora

Governo quer precarizar mais o trabalho e agora fala em salário por hora

Reportagem do UOL informa que o governo Bolsonaro deverá enviar projeto fixando que até metade dos empregados de uma empresa possam ser contratados por hora. Inicialmente, o desejo da equipe econômica era excluir desses contratos direitos básicos como 13° e férias, mas ela acabou recuando – ou diz que recou, vai saber…
Isso demonstra o caráter regressivo desse projeto.
Voto contra, claro.
Impressiona a desfaçatez de quem defende essas medidas de flexibilização trabalhista, sempre insistindo na mesma tese: a de que haverá mais empregos e crescimento econômico. Foi assim com a reforma trabalhista de Michel Temer, foi assim com a reforma da Previdência de Jair Bolsonaro. Em ambos os casos, a promessa de mais investimentos, mais emprego e mais crescimento ficaram… na promessa. A dura realidade vivida pelos brasileiros é do maior período de maior recessão e desemprego, marcas da economia desde que a dupla Temer/Bolsonaro chegou ao poder.
Chega de jogar a conta da crise sobre o ombro de quem vive de salário. Vamos cobrar mais dos milionários e bilionários?
Cadastre-se e receba o conteúdo especial que preparamos pra você!

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *