Notícias

Fique por dentro!
Início » Fraco, medroso e patronal: Zema se recusa a assinar carta conjunta de governadores para se curvar a Bolsonaro

Fraco, medroso e patronal: Zema se recusa a assinar carta conjunta de governadores para se curvar a Bolsonaro

O governador Romeu Zema voltou a se mostrar um político fraco. A isso acrescente-se medroso e patronal. Fraco porque se curvou a Jair Bolsonaro, na definição de vários governadores de outros estados. Medroso porque não enfrenta os interesses, vários e cada vez mais atrevidos, de parte do grande capital financeiro e empresarial, que deseja enfrentar o que dizem cientistas e médicos de todo o mundo em relação à pandemia do coronavírus. Romeu Zema, para preservar o que diz ser a atividade econômica, também é patronal no limite (mas aí não há surpresa alguma, convenhamos).

Somente os governadores de Rondônia e Minas não assinaram a carta conjunta. O primeiro já era mais do que esperado, pois é unha e carne com o ainda presidente da República. Já a fraqueza de Zema foi classificada por seus colegas governadores como “postura egoísta”.

Leia mais: https://bit.ly/3bwXESC

Cadastre-se e receba o conteúdo especial que preparamos pra você!

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *