Notícias

Fique por dentro!
Início » Fim do Ministério do Trabalho

Fim do Ministério do Trabalho

Bolsonaro confirma fim do Ministério do Trabalho. Nova equipe avalia que não é importante!

Confirmado na quarta-feira (07/11), o fim do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). O anúncio foi feito pelo próprio Bolsonaro, cujo departamento será integrado a outra pasta. A nova equipe defende que o MTE seja transformado em uma secretaria relacionada à Presidência da República.

Os fundos FGTS e FAT, que são geridos pelo MTE, ficariam sob a administração do Ministério da Economia. Segundo avaliação da nova equipe, o MTE não é importante e serve apenas para cabide de emprego.

A futura medida causou espanto dos técnicos carreiristas do ministério, como também das entidades sindicais, representantes da classe trabalhadora no Brasil, que se manifestaram por meio de notas oficiais de repúdio.

Lembrando ainda que no dia 26 de novembro, o MTE completará 88 anos e foi criado com o objetivo de equilibrar as relações entre empregador e empregado. Em suas atribuições, o MTE destaca-se por emitir as carteiras de trabalho, fiscalizar o cumprimento dos direitos trabalhistas, desde a contratação até o término de uma prestação de serviço, e na atuação contra o trabalho escravo.

Onyx Lorenzoni, aquele do Caixa 2 da JBS e que será ministro da Casa Civil, debochou da situação, desconsiderando o papel do trabalhador brasileiro. Não se engane: Bolsonaro e sua nova equipe jogam na turma do Temer (MDB), que implementou a Reforma Trabalhista, em 2017, e retirou direitos das trabalhadoras e dos trabalhadores brasileiros. Que equipe, heim? Malta, Moro e Onyx, mais corruptos em um mesmo lugar, não há!

Mandato Sempre na Luta
Rogério Correia, deputado estadual
e deputado federal eleito

Cadastre-se e receba o conteúdo especial que preparamos pra você!

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *