Notícias

Fique por dentro!
Início » Fim do Auxílio Emergencial / Bolsonaro abandona o povo

Fim do Auxílio Emergencial / Bolsonaro abandona o povo

No momento em que o Brasil atravessa uma violenta segunda onda de pandemia, com 200 mil mortos, Bolsonaro abandona o povo e extingue o auxílio emergencial. A última parcela será depositada hoje.
Serão 48 milhões de brasileiros que são mães, pais e trabalhadores informais sem a ajuda e entregues à própria sorte. Não é possível que o presidente promova um genocídio com esses cidadãos.
Diante da inércia e descaso do governo Bolsonaro no enfrentamento da crise sanitária e econômica que atinge o país, o auxílio emergencial de R$ 600 foi a alternativa que a Bancada do PT na Câmara e os partidos de oposição encontraram para ajudar as famílias e os trabalhadores brasileiros que se encontram em situação crítica de sobrevivência. O governo federal fez de tudo para impedir o benefício. Depois tentou pechinchar o valor a míseros R$ 200.
A fome avança, e as dificuldades do povo aumentam, por isso é de extrema necessidade a continuidade do auxílio. Famílias não podem ficar expostas ao vírus e sem a garantia de colocar comida na mesa.
Entenda:
Cadastre-se e receba o conteúdo especial que preparamos pra você!

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *