Notícias

Fique por dentro!
Início » Obras da LMG-754 entre Curvelo e Cordisburgo que estavam paradas serão retomadas

Obras da LMG-754 entre Curvelo e Cordisburgo que estavam paradas serão retomadas

fernando-pimentel-autoriza-retomada-das-obras-da-lmg-754-entre-curvelo-e-cordisburgo
Pimentel destacou a retomada de obras no Estado como uma das principais ações desenvolvidas neste primeiro semestre

Demanda antiga da região, o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, assinou nesta terça-feira (4/8), durante o lançamento do Fórum Regional de Governo Território Central, em Curvelo, despacho para retomada das obras de pavimentação da rodovia LMG-754. A estrada, que liga Curvelo a Cordisburgo, tem 43 quilômetros de extensão, sendo 40,2 quilômetros de rodovia e 2,7 quilômetros da Avenida Brasil, na área urbana, e que terá pista dupla. Os investimentos previstos são da ordem de R$ 85,7 milhões e as intervenções deverão terminar em 500 dias.

Em seu discurso, Fernando Pimentel destacou a retomada de obras no Estado como uma das principais ações desenvolvidas neste primeiro semestre de governo, apesar das dificuldades financeiras encontradas e do déficit de R$ 7 bilhões previstos para este ano.

“A obra da rodovia de Curvelo a Codisburgo começou de fato no governo anterior, mas parou em agosto do ano passado. De agosto para setembro, o governo anterior paralisou todas as obras em Minas Gerais. Nós dizíamos que tinham mais de 500 obras paradas, aí começaram a duvidar, falaram que estávamos exagerando. Fizemos o levantamento e descobrimos 772 obras paralisadas em Minas Gerais, com as faturas atrasadas”, afirmou o governador, lembrando já terem sido quitadas “90% dessas faturas, ou mais de R$ 500 milhões”.

Além de beneficiar diretamente a população da região, a pavimentação do trecho da LMG 754, lembrou Pimentel, vai encurtar em cerca de 20 quilômetros o trajeto entre Curvelo e a capital mineira, Belo Horizonte. O trecho também facilitará o acesso de quem vem do Norte de Minas e do Vale do Jequitinhonha para as regiões Central e Metropolitana, além de diminuir o tráfego de veículos nas BRs 135 e 040, aumentando a segurança dos motoristas.

“Essa obra tem uma grande vantagem, que é tornar o trajeto para cá menor em 20 quilômetros, ou seja, a capital vai chegar mais perto de vocês”, comemorou. O Território de Desenvolvimento Central é integrado por 17 municípios, divididos em um microterritório, Curvelo.

Fonte: Agência Minas

Cadastre-se e receba o conteúdo especial que preparamos pra você!

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *