Notícias

Fique por dentro!
Início » Economia já vinha mal, piorou com a pandemia mas vai ser destruída graças a Bolsonaro. Entenda por quê

Economia já vinha mal, piorou com a pandemia mas vai ser destruída graças a Bolsonaro. Entenda por quê

Por Rogério Correia,
deputado federal (PT-MG)

 

A economia brasileira já vinha muito mal, infelizmente. Desemprego aumentando, dólar acima dos R$ 4 e em escalada ascendente, PIBinho menor que o do Michel Temer…

A pandemia do coronavírus certamente piorou esse quadro, o que já era previsto. A economia mundial, a propósito, vai reduzir de tamanho este ano por conta da doença. Esse era um cenário compreensível e sobre o qual ninguém sério jogaria a responsabilidade no colo de Jair Bolsonaro.

Mas o presidente brasileiro conseguiu meter sua mão suja na história. E vai destruir, miseravelmente, a economia do país. E não é difícil imaginar o porquê disso.

Países que levaram a sério o Covid começam a colher resultados. Realizaram de forma responsável a única maneira hoje conhecida de conter a pandemia, a saber o isolamento horizontal de seus cidadãos. Não menosprezaram o conselho dos estudiosos no assunto. E agora estão, aos poucos e de forma novamente sensata, retomando a atividade econômica.

E o Brasil? Corremos o risco, ou melhor, já estamos metidos num apuro cujo responsável é, aí sim, apenas e tão somente o presidente da República. Desde o princípio, Bolsonaro tratou de “carnavalizar”, por assim dizer, as medidas de isolamento social.

Vamos pagar em dobro por essa negligência, ou, mais precisamente, por essa atitude criminosa. A atividade econômica sente os efeitos danosos e naturais do enfrentamento da pandemia; mas, como esse enfrentamento é atacado diariamente pelo representante máximo na nação, ele não dá conta de conter adequadamente o espalhamento do Covid.

Retomar as atividades da economia, neste momento, seria suicídio não apenas de vida dos brasileiros, o que já seria motivo mais do que suficiente para afastar essa ideia. Mas será um tiro no pé da própria retomada econômica. Retomaremos serviços econômicos em meio ao medo geral? E o impacto na confiança dos agentes econômicos ao verem o país obrigado a voltar com uma quarentena precipitadamente interrompida?

Tínhamos em mãos um bilhete premiado: vários avisos pelo mundo de que a pressa, nesse caso, só atrapalha. Bastava-nos fazer o que foi feito corretamente e evitar os erros cometidos mundo afora. O que ocorreu em Milão foi o exemplo mais citado e emblemático. O prefeito da segunda maior cidade italiana foi depois obrigado a pedir desculpas aos milaneses, pois precipitou-se, ordenou o fim da quarentena e…

E depois já sabemos, com o caos absoluto e as milhares de mortes.

Pois Jair Bolsonaro menosprezou todos esses avisos. Qual um ditador, decidiu ouvir a si mesmo e silenciar os médicos, cientistas e estudiosos em geral de pandemias. Dia sim após dia também sim, vai colecionando ataques retóricos e práticos ao isolamento social feito heroicamente por milhões de famílias brasileiras.

Diz que quer salvar a economia da recessão. Mas vai, assim, jogando a economia no mais absoluto caos depressivo do qual demoraremos anos para sair completamente.

Chegará o dia em que a história cobrará de Jair Bolsonaro o crime, o genocídio que está cometendo. Que essa cobrança chegue o quanto antes, quem sabe até para impedi-lo de continuar a jogar o Brasil no caos.

Por fim, mas não menos importante: #ForaBolsonaro

Cadastre-se e receba o conteúdo especial que preparamos pra você!

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *