Notícias

Fique por dentro!
Início » Corregedoria da PM tem 30 dias para investigar denúncias de agressões contra manifestantes

Corregedoria da PM tem 30 dias para investigar denúncias de agressões contra manifestantes

Coronel Carvalho garantiu que a corregedoria da PM iniciará investigação sobre os possível atos repudio / Foto:Renato Cobucci

Todas as denúncias contra a ação de policiais militares durante as manifestações que, praticamente, pararam Belo Horizonte nessa segunda-feira (17) serão investigadas pela Corregedoria da Polícia Militar. O prazo estipulado para que o resultado saia é de 30 dias.

Em entrevista exclusiva ao portal Hoje em Dia, o comandante do Policiamento Especializado (CPE), coronel Carvalho, garantiu que todos os vídeos, fotos e relatos dos protestantes que chegarem ao seu conhecimento serão devidamente apurados. “A função da polícia é trabalhar para os brasileiros e não contra eles”, afirma o comandante.

Durante conversa com o coronel, as imagens do vídeo em que uma manifestante é agredida na cabeça por um policial armado com cacetete foram mostradas. Ao assistir à gravação, o comandante do CPE afirmou ser a primeira vez que viu as imagens e, que, facilmente, será possível identificar o policial que abordou a jovem. A agressão ocorreu durante o terceiro confronto entre os policiais e os protestantes, no começo da avenida Antônio Abrahão Caram, também na Pampulha.

Além desse vídeo, outras gravações feitas durante a manifestação também foram entregues ao coronel Carvalho, que irá entregá-las à Corregedoria.

O vídeo

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=QV9cb6JBaRQ[/youtube]

Na gravação, policiais militares com armas de bala de borracha e cacetetes nas mãos caminham em direção a um grupo de manifestantes. Após os protestantes ameaçarem furar o bloqueio, vários tiros de borracha são disparados. Em seguida, a mulher agredida corre na direção dos policiais com as abertas, mas é covardemente golpeada na cabeça com um cassetetes.

Muito ferida e com o sangue escorrendo pelo rosto, a jovem cai ao chão e é amparada por outros manifestantes. Porém, assim que levanta, é empurrada com certa violência por outro policial.

Indignados com as imagens, que foram postadas no YouTube, vários internautas fizeram questão de comentar o post.

“A polícia NÃO MANDA. Ela OBEDECE. Quem manda é o povo. Se ela está mandando está errado. O papel da polícia é manter a ordem e garantir a segurança da população, não agredir a população sob nenhum pretexto”, postou Evandro Silva.

“Infelizmente a polícia é formada por homens com problemas mentais graves, traumas de infância, enfim, escolhem a profissão para ter o poder de punir, agredir e matar!”, disse Gisele De Castro Aguiar.

“Se quis expressar de uma forma, confesso que abusiva, o quanto era idiota a sua admiração submissiva pelos agressores da PM. até mais ‘tiozinho'”, NordestinoPartisan.

Fonte: Hoje em Dia

Cadastre-se e receba o conteúdo especial que preparamos pra você!

Comentários

  1. Wladmyr Martins - 24 de junho de 2013

    30 dias para avaliar o vídeo acima ! Millor Fernandes tinha razão: Ou é Inteligência ou é Militar.

    Até um autista conclui em 35 segundos o que de fato ocorreu !

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *