Notícias

Fique por dentro!
Início » Citado pelo Anonymous, Rogério Correia revela por que pediu investigação sobre milícias, Flávio Bolsonaro e morte de Marielle

Citado pelo Anonymous, Rogério Correia revela por que pediu investigação sobre milícias, Flávio Bolsonaro e morte de Marielle

Uma solicitação de investigação feita pelo deputado federal Rogério Correia (PT-MG) foi citada no último “relatório” divulgado pelo grupo Anonymous na internet, sobre o assassinato de Marielle Franco. O grupo de hackers sugere que as milícias do Rio estão envolvidas no crime (o que parece ser ponto pacífico diante de tudo o que se sabe até agora), e que contaram com a ajuda da família Bolsonaro, especialmente do hoje senador Flávio Bolsonaro.

Ficamos na expectativa de que o grupo da internet revele algo verdadeiro e novo sobre o caso, ajudando a elucida-lo. O Brasil só teria a ganhar.

O país ganharia mais também se o requerimento de investigação feito por Rogério Correia e agora citado pelo Anonymous não houvesse sido solenemente ignorado pelo então ministro da Justiça, Sergio Moro. A indicação a Moro (protocolada na Câmara com o número 22/2019) foi feita pelo deputado mineiro ainda em fevereiro do ano passado, e apontava as evidências que ligavam a milícia carioca e também membros da família Bolsonaro ao assassinato de Marielle.

Na época, disse Rogério: “É preciso uma investigação urgente da ligação dessas milícias e do hoje senador Flávio Bolsonaro com a morte de Marielle, em caráter especial”, afirmou, em pronunciamento na tribuna. “Não é possível que isso continue impune e que a República não investigue como deve o fato.”

Infelizmente, como hoje sabemos, Moro deu de ombros para a iniciativa do deputado petista. “Mas vamos continuar cobrando e divulgando o que for encontrado”, afirma hoje Rogério Correia.

Cadastre-se e receba o conteúdo especial que preparamos pra você!

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *