Notícias

Fique por dentro!
Início » Atenção, educação! Novo decreto de Bolsonaro desmontará ensino superior e técnico

Atenção, educação! Novo decreto de Bolsonaro desmontará ensino superior e técnico

Muito sério o decreto assinado pelo presidente Bolsonaro ontem (13/3), extinguindo 21 mil cargos e funções gratificadas, tendo como alvo principal as universidades e institutos federais de tecnologia. Desorganizará completamente o funcionamento normal delas, que atendem mais de 1,3 milhão de estudantes.

Os de sempre vão dizer o de sempre: “acabou mamata”, “chora mais”, “era só mordomia”. Darão de ombros mais uma vez para o fato de as gratificações serem modestas, variando entre pouco menos de R$ 300 e R$ 900. Gente que trabalha, e trabalha na educação, área fundamental para o Estado. Os de sempre, como sempre, não vão falar nada contra a transferência de renda para o sistema financeiro (bancos), que continua nas alturas e em crescimento.

Bolsonaro toma essas decisões seguindo orientação de seu guru, um astrólogo que fugiu de dívidas no Brasil e mora nos EUA. Para esse astrólogo, a universidade brasileira é apenas uma “distribuidora de drogas e nada mais”. Os dois, Bolsonaro e seu guia especialista em zodíaco, obviamente nunca pisaram numa sala de aula em faculdade. Não têm a mínima noção das agruras reais por que passa o sistema educacional e, em especial, as trabalhadoras e os trabalhadores da área.

É muito preocupante: casos como a tragédia na escola em Suzano refletem uma despreocupação geral com a inteligência no país. Vale o império das redes sociais, o império de quem grita mais, o império de quem não tem nada a dizer e prefere destruir o que foi construído de inteligente ao longo da nossa história.

Vamos lutar contra. Como sempre! Contem comigo.

Rogério Correia, deputado federal (PT-MG)
Mandato Sempre na Luta
#QuemLutaEduca #SomosResistência

Leia mais aqui, no site do experiente jornalista Fernando Brito: https://goo.gl/Sb1rjL

Cadastre-se e receba o conteúdo especial que preparamos pra você!

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *