galeria de fotos

ver todas as galerias de fotos »

Áudios

ver todos

Deputados cobram mais agilidade no julgamento do processo final da limpeza da Lagoa da Pampulha

Programa da Rádio Itatiaia e o caso do Aeroporto em Cláudio

Rogério Correia fala da necessidade de mudar Minas nestas eleições

Efetivados da Lei 100 continuam aguardando resposta do Governo do Estado

Rogério Correia relata problemas causados por mineroduto no Vale do Jequitinhonha

Beatriz Cerqueira do Sind-UTE critica a obrigatoriedade de carteira assinada para estudantes do noturno

Rogério propõe plebiscito para julgar extinção do Funpemg

Rogério mostra a verdade sobre o PLC 54/13

  • Postado em: 10/12/2014

    Vander Ferreira Costa

    Está tramitando na ALMG o projeto 5611/2014. O projeto, da forma original, representa um sonho dos antigos funcionários da MINASCAIXA. Referido projeto contempla a categoria dos TFAZ que exerce as mesmas atribuições dos AFAZ dentro da Secretaria de Fazenda. A equiparação coloca os dois cargos em igualdade de condições. Acontece que as notícias internas dão conta de que os deputados do PT, especificamente Vossa Excelência, estão aliados ao SINDFISCO para boicotar esta votação. O SINDFISCO vem usurpando todas as atribuições dos TFAZ e AFAZ e isto, sem dúvida, tem impacto direto na arrecadação do Estado. Além do mais, o SINDFISCO cria toda sorte de obstáculo aos benefícios que os governadores tentam repassar aos demais servidores, ou seja: para os fiscais tudo e para os demais servidores nada. Os TFAZ e AFAZ são a maioria dos servidores da Fazenda e, tenho certeza que, como eu, esperam muito do governo do PT. FAVOR VOTAR E INTERVIR JUNTO A TODA BANCADA DO PT A FAVOR DA APROVAÇÃO DO PROJETO ORIGINAL. Att, Vander Ferreira Costa Piumhi

  • Postado em: 09/12/2014

    Fabiano Amorim Costa

    A Escola Estadual São José tem o prazer de convidá-lo para a Comemoração do Jubileu da instituição, a realizar-se dia 09 de dezembro de 2014 às 20 horas. Ficaremos honrados com sua presença. Fabiano Amorim Costa

  • Postado em: 27/11/2014

    Nelyane Santos

    Acabo de ter notícias sobre a derrota que a comunidade defensora da área verde da região oeste de Belo Horizonte sofreu ontem. Lamentável, perderemos mais essa na nossa cidade. Socorro é o que pedimos. Não há onde recorrer já que o próprio COMAM aprovou. Não há legislativo e nem conselho isento na nossa cidade, não podemos confiar em ninguém. Os movimentos sociais lutam sozinho e estão cada vez mais desamparados. Socorro, socorro, socorro!!!

  • Postado em: 27/11/2014

    MARIA VILMA

    Rogério Correia nosso deputado estadual, defensor do servidor público, gostaria nesse momento de pedir pela anulação do concurso público da educação,pois o mesmo está gerando grande conflito com nós servidores ex-efetivados devido ter a vaga na localidade e não ter lançado a mesma no edital.Eu mesma com 23 anos na função chegando aos 50 anos de idade não tenho condições de fazer a prova porque não existe a vaga no edital do concurso na qual tenho que fazer para me efetivar.Esse concurso não pode ir adiante por que os ex-efetivados vão ficar todos prejudicados.Ajude nos a anular esse concurso,você,sindicato e o Pimentel.Ajude os professores da lei 100,precisamos do seu apoio.Um grande abraço!

  • Postado em: 26/11/2014

    Espártaco

    Caro Deputado Através desta correspondência gostaria de expor um fato que tem preocupado os trabalhadores, que pode já ser atualmente de seu conhecimento. Entretanto, tendo em vista seu histórico atuante em relação aos assuntos relativos à Cemig, acredito que não seja inconveniente. A Cemig realizou recentemente, juntamente com a Vale, uma “joint venture”, criando a Aliança Energia, empresa de caráter privado. Foi feito um aporte substancial, passando-se ativos da Cemig para esta empresa, que a princípio como objetivo atuar na expansão da geração e novos projetos. Entretanto existe hoje um departamento da Cemig, composto por funcionários concursados, que realiza exatamente este trabalho. O que causa preocupação aos trabalhadores da empresa é, por que se criar uma empresa de caráter privado para realizar um serviço que atualmente já possui um departamento responsável por executá-lo? Essa dúvida tem gerado grande stress os funcionários.

Ver todos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


+ 2 = 6

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>